Ísis e Maria

1/24/2016 08:44:00 AM Gabriell Stevenson 0 Comments


Sumário:
1. Introdução
2. Qual o verdadeiro nome de Ísis?
3. A deusa Ísis era considerada uma mãe virgem?
4. Seu filho, Hórus, era o salvador do mundo?
5. O amor e cuidado de Ísis por seu filho

1. Introdução

Como se não bastassem as comparações ridículas entre o Senhor Jesus, Hórus e Osíris, muitos ateus de internet tem se esforçado para montar comparações ainda mais ridículas entre a deusa egípcia Ísis[1] e Maria, mãe terrena do Senhor Jesus.

Os termos “Isis-Mary”, “Isis, a virgem”, “Isis, a mãe do Salvador do mundo”, “Isis, a mãe cuidadosa”, são os títulos atribuídos a ela na internet. Mas tudo isso seria verdade mesmo? Maria, a agraciada pelo Senhor Deus, não passaria de uma mera cópia do mito egípcio de Ísis? Veremos.

2. Qual o verdadeiro nome de Ísis?

Ísis-Mary, ou Ísis Maria, ou Maria Ísis, nada mais é do que uma invenção; uma grande mentira ou deturpação do mito de Ísis. Qualquer um pode procurar em livros sérios de egiptologia, que tratem exclusivamente dos mitos egípcios, e não encontrarão nenhuma referência à deusa “Ísis-Mary”, mas apenas à deusa Ísis, esposa de Osíris e mãe de Hórus.

Mas em alguns sites que se propuseram a igualmente desmentir essa comparação entre Ísis e Maria, afirmam que a deusa egípcia era, por vezes, chamada de “Ísis amada”, ou “amada Ísis”, sendo que a palavra para amada, em egípcio antigo, poderia ser transliterada como Mr-ee. Seria então deste termo que viria a suposição de que “Maria” também fazia parte do nome de Ísis. Contudo, Mr-ee não era um nome, mas um adjetivo[2].

Já o nome Maria, encontrado no Novo Testamento, segundo o dicionário de STRONG, vem de Mariam (G3137), que por sua vez é uma derivação grega da palavra hebraica Miryam (H4813), que significa “rebelião”; significado totalmente diferente de Mr-ee.


3. A deusa Ísis era considerada uma mãe virgem?

Ísis também nunca foi considerada uma mãe virgem (assim como ocorreu com Maria em relação a Jesus). Ela já era casada com Osíris antes de seu filho Hórus nascer e segundo o mito original, após Osíris ter sido morto por seu irmão Seth, e esquartejado em vários pedaços, sua esposa junta todas as suas partes, menos o pênis, substituindo-o por um de argila. Depois disso, repousa sobre o corpo morto do marido e engravida[3].

4. Seu filho, Hórus, era o salvador do mundo?

Hórus nunca foi chamado de “Salvador do Mundo”, mas de “Hórus, o salvador de seu pai”; outros títulos eram: "Hórus do Horizonte", "Hórus, filho de Ísis", "Hórus, o unificador de duas terras" (neste caso se referindo ao Alto e Baixo Egito), etc.[4].

5. O amor e cuidado de Ísis por seu filho

Para finalizar, as comparações mais ridículas de todas são entre as representações da deusa Ísis amamentando seu filho Hórus e as pinturas feitas de Maria amamentando, ou apenas segurando, o bebê Jesus:


“A imagem de Ísis com o bebê Hórus influenciou na iconografia cristã da Virgem e o Menino”?! Tal argumento sugere que a pintura de Maria amamentando seu filho Jesus foi um plágio da escultura de Ísis amamentando seu filho Hórus.

Tal alegação apenas demonstra quão infantis e frágeis podem ser os argumentos dos ateus conspiracionistas. É quase como afirmar que apenas Ísis tem o direito de amamentar seu filho e possuir uma representação disso. É ridículo.

Todas as mães amamentam seus filhos e existem diversas pinturas onde mulheres foram retratadas amamentando-os. Maria foi retratada desta forma apenas para mostrar o cuidado natural que qualquer mãe possui com o filho que ama.


REFERÊNCIAS:
[1] Wikipédia. Ísis. <https://goo.gl/9KF5LX>
[2] Respostas ao ateísmo. Jesus: um plágio? (parte 2). <http://goo.gl/iCH2fR>
[3] Templo de Apolo. A Morte de Osíris. <http://goo.gl/a9wdaA>
[4] Antigo Egito. Hórus. <http://goo.gl/e5MssP>